Resenha: The Witcher: Tempo Do Desprezo – Andrzej Sapkowski

Ai vieram os comerciantes, que se propuseram a negociar com o bruxo, dizendo que iam se juntar e fazer uma coleta, oferecendo-lhe cem coroas. O bruxo lhes disse que a besta era uma Mantícora muito perigosa, de modo que eles podiam enfiar as cem coroas no cu, porque ele não ia arriscar seu pescoço porContinuar lendo “Resenha: The Witcher: Tempo Do Desprezo – Andrzej Sapkowski”

Metallica: A Biografia – Mick Wall

“Pegávamos as estruturas de riffs do AC/DC e do Judas Priest e tocávamos com a velocidade do Motorhead. (…) Tínhamos som e atitude europeus, mas éramos uma banda norte-americana, e não havia mais ninguém nos Estados Unidos fazendo aquilo.” Lars Ulrich Está aí um gênero que raramente leio: Biografias. Não sei bem se por faltaContinuar lendo “Metallica: A Biografia – Mick Wall”

Resenha: The Witcher: Sangue dos Elfos – Andrzej Sapkowski

Não sabia? Mesmo que lhe aconteça algo sério, você tem de voltar ao equipamento, senão passa a sentir medo, e, se passar a sentir medo, o treino não vai servir para nada. Jamais se deve desistir. Foi Geralt que disse isso. Ciri em Sangue dos Elfos Bom, aqui vamos para mais um livro lido esseContinuar lendo “Resenha: The Witcher: Sangue dos Elfos – Andrzej Sapkowski”

Resenha: Sobre a Escrita – Stephen King

Acredito que muitas pessoas têm pelo menos algum talento para escrever ou contar histórias, e esse talento pode ser fortalecido e afiado. Se eu não acreditasse nisso, escrever um livro como este seria perda de tempo. Stephen King – Sobre a Escrita Pois é. Sou fã de carteirinha do Stephen King e já perdi aContinuar lendo “Resenha: Sobre a Escrita – Stephen King”

Resenha: A História da Mitologia para Quem Tem Pressa – Mark Daniels

Ao longo de toda a existência humana, refletimos sobre as questões fundamentais da vida, da morte, da natureza e de nossos relacionamentos. Surpreendentemente, em todo o globo terrestre e durante um espaço de tempo extremamente longo, nossas respostas para essas indagações têm sido idênticas: a criação de mitos. Mark Daniels – Mitologia para Quem temContinuar lendo “Resenha: A História da Mitologia para Quem Tem Pressa – Mark Daniels”

Resenha: Ensaio Sobre a Cegueira – José Saramago

Alguns condutores já saltaram para a rua, dispostos a empurrar o automóvel empanado para onde não fique a estorvar o trânsito, batem furiosamente nos vidros fechados, o homem que está lá dentro vira a cabeça para eles, a um lado, a outro, vê-se que grita qualquer coisa, pelos movimentos da boca percebe-se que repete umaContinuar lendo “Resenha: Ensaio Sobre a Cegueira – José Saramago”

Resenha: A Teoria das Janelas Quebradas – Drauzio Varella

Acreditar na força milagrosa do pensamentopode servir ao sonho humano de dominar a morte. Mas atribuir a ela tal poder [o de curar] é um desrespeito aos doentes graves e à memória dos que já foram. Drauzio Varella Lá vamos nós para mais uma resenha de um livro do Drauzio Varella. O motivo de trazerContinuar lendo “Resenha: A Teoria das Janelas Quebradas – Drauzio Varella”

Resenha: The Witcher: A Espada do Destino – Andrzej Sapkowski

Do buraco nos escombros emanou um barulho de pedras desabando e logo emergiram da escuridão duas mãos, que se agarraram às danificadas bordas do muro. Depois apareceram, pouca a pouco, uma cabeça de cabeleira branca polvilhada de pó de tijolo, um rosto pálido e um ombro revelando a empunhadura de espada. Um murmúrio percorreu aContinuar lendo “Resenha: The Witcher: A Espada do Destino – Andrzej Sapkowski”

Resenha: Endurance: A lendária expedição de Shackleton à Antártida – Caroline Alexander

Ernest Henry Shackleton nasceu na Irlanda, em 15 de fevereiro de 1874. Sempre foi fascinado com a Antártica (o continente, não a cerveja) e realizou algumas expedições naquele continente inóspito. No primeiro, como parte da equipe que tinha o intuito de chegar ao Polo Sul, regressou antes devido ao Escorbuto. Na segunda tentativa, já comoContinuar lendo “Resenha: Endurance: A lendária expedição de Shackleton à Antártida – Caroline Alexander”

Resenha: Correr – Drauzio Varella

Escalar os três degraus do ônibus foi penitência mais sofrida do que subir de joelhos a escadaria da igreja da Penha. Com a diferença de que Jesus, em sua infinita misericórdia, deve prover resignação e resistência à dor os fieis cumpridores de promessas, enquanto abandona à própria sorte maratonistas insensatos. Drauzio Varella – Correr QueContinuar lendo “Resenha: Correr – Drauzio Varella”

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora